sexta-feira, 7 de julho de 2017

Herdeiro da escuridão, de Paul Cleave - Editora Fundamento

Herdeiro da escuridão, de Paul Cleave - Editora Fundamento
Herdeiro da escuridão
Autor: Paul Cleave
Editora Fundamento
Ano: 2011
Número de páginas: 336
Cortesia da Editora

Recentemente li outro livro de Paul Cleave, cujo título é A sétima morte,  também da Editora Fundamento, e fiquei bastante impressionada com o dinamismo da obra. Pois muito bem, em Herdeiro da escuridão, o autor conseguiu suplantar as minhas expectativas. Trata-se, de fato, de um livro de suspense muito bom. Assim como aconteceu com a primeira leitura do autor, consegui me enxergar, por vezes, dentro de um filme de suspense.

O livro conta a história de Edward Hunter, um homem comum, casado, tem uma filha pequena e trabalha como contador. Sua vida é tranquila e feliz, mas ele carrega o estigma de ser filho de um perigoso serial killer, preso há alguns anos, responsável, de forma indireta, pelas mortes de sua mãe e de sua irmã. Eddie cresceu convivendo com a desconfiança das pessoas, tendo que provar, principalmente para si mesmo, que a herança genética não fez dele um homem igual ao seu pai, o que ele vinha conseguindo fazer muito bem. Mas o que ele não esperava é que sua vida virasse de cabeça para baixo de uma hora para a outra. 

Faltando uma semana para o Natal, Eddie e sua esposa, a Jodie, aproveitam a hora do almoço e vão ao banco a fim de tentar um empréstimo para comprar uma casa, pois a pequena Sam está crescendo e o casal acha que já está na hora de mudarem. O que eles não esperavam é que um assalto ocorresse bem no momento em que eles se encontravam no banco e, principalmente, não esperavam que Jodie acabasse assassinada pelos criminosos. Esse é o momento em que a vida de Eddie vira de cabaça para baixo. Mais do que isso, é o momento em que ele se depara com a parte de si mesmo que mais temia encontrar: a herança genética de seu pai serial killer

Herdeiro da escuridão, de Paul Cleave - Editora Fundamento
Todavia, isso acaba por se tornar muito útil, pois Edward, em sua busca por justiça (ou seria vingança?), mostra-se um caçador implacável, fazendo jus ao sangue que corre em suas veias. Por seu caráter dinâmico, a narrativa é extremamente envolvente. Acredito que um dos pontos fortes da obra foi a escolha do narrador, que se intercala entre o próprio Eddie e um narrador em terceira pessoa, cujo foco narrativo é o policial Schroder, que já havíamos encontrado em A sétima morte. Acredito que essa forma de narrar tenha sido uma excelente escolha do autor porque, ao intercalar a história entre uma visão mais introspectiva de Eddie, com a visão de quem está de fora, como Schroder, conseguimos acompanhar os acontecimentos por diferentes perspectivas. 

Essa diferença de perspectiva marca o antagonismo entre os dois personagens que detêm o foco narrativo. Esse antagonismo não se dá apenas porque um é homem da lei e o outro segue um caminho completamente fora da lei para fazer justiça, mas sobretudo porque há um contraste entre um certo tipo de apatia de Schroder, que "faz o possível", mas não obtém resultados, e a agressividade de Eddie, que possui a liberdade de quem, além de possuir o gene de um assassino, carrega o ódio pela morte da esposa, que culmina com o desespero quando a filha é sequestrada. 

Definitivamente, Edward já não tem mais nada a perder, e acaba por ajudar o pai a fugir da prisão para que ele o auxilie a encontrar a pequena Sam e salvá-la das garras dos algozes de Jodie. Além de um ritmo acelerado, que nos prende do início ao fim, a obra traz algumas surpresas conforme vai se aproximando do final.  O livro é bastante indicado para quem aprecia um bom thriller, mas também recomendo para quem gosta de sutilezas psicológicas.


Herdeiro da escuridão, de Paul Cleave - Editora Fundamento

Para comprar: Editora Fundamento