Juntando os pedaços, de Jennifer Niven - Editora Seguinte

Juntando os pedaços, de Jennifer Niven - Editora Seguinte
Juntando os pedaços
Editora Seguinte
Ano: 2016
Número de páginas: 392
Skoob
Livro recebido em parceria com a editora.

Nunca julgue um homem sem antes se colocar no lugar dele.”  Página 72

Julgar pessoas pela aparência, sem realmente conhecê-las, é algo que muitas vezes fazemos. E quando tomamos tal atitude, não nos damos conta de que estamos errando. Mas e se, ao invés de julgar alguém baseando-se em seu exterior, tentássemos enxergar suas qualidades, o que há em seu coração? É essa a reflexão da autora Jennifer Niven no livro Juntando os pedaços, publicado pela Editora Seguinte em novembro de 2016.

Os capítulos do livro são alternados, o que nos possibilita enxergar a história do ponto de vista de dois personagens. Um deles é Jack, um adolescente com prosopagnosia (incapacidade de reconhecer rostos devido a dano cerebral). Por conta de sua doença, todos são estranhos para ele. O garoto é incapaz de reconhecer até mesmo seu próprio rosto. Então, Jack reconhece pessoas por meio de marcas identificadoras: cor da pele, cabelo, jeito de andar ou falar, estilo de roupas, peso etc. Ninguém além dele sabe sobre seu problema, já que aprendeu a escondê-lo e se virar sozinho. 

A outra narradora é Libby, também conhecida como “A adolescente mais gorda dos Estados Unidos”, pois perdeu a mãe muito cedo e, para lidar com a perda, passou a comer compulsivamente, ganhando tanto peso que precisou ser resgatada de sua própria casa. A garota sofreu bullying, recebeu cartas ofensivas de pessoas que nem a conheciam e a odiavam por ser gorda, e resolveu não sair mais de casa. Passava os dias comendo, lendo sempre o mesmo livro e assistindo televisão.

Juntando os pedaços, de Jennifer Niven - Editora Seguinte
Foto de Renata Vanzella

A vida é muito curta para julgar. Não é sua função dizer aos outros o que sentem ou quem são.” – Página 316.

Após alguns anos, durante os quais Libby fez tratamento e emagreceu, ela sente-se pronta para retornar ao colégio, onde sofre bullying e todos a conhecem. Logo no primeiro dia de aula, conhece Jack. O garoto não tem nada contra ela, mas os amigos dele sim, e o pressionam a fazer uma brincadeira de mau gosto com a garota. Como consequência, os dois vão para a diretoria, onde seus responsáveis e a diretora concluem que precisam fazer terapia em grupo. 

Para a surpresa de ambos, a terapia e as detenções acabam fazendo com que Jack e Libby tornem-se amigos cada vez mais próximos. Os dois aprendem a enxergar um ao outro exatamente como são, reconhecendo-se não por rótulos, mas pelas qualidades que os definem, algo que ninguém jamais preocupou-se em fazer. E descobrem que seu relacionamento pode ser a cura para suas feridas.

Juntando os pedaços é o livro ideal para pessoas que estão passando por um momento difícil, lidando com a perda de um ente querido ou têm dificuldade para gostarem de si mesmas. Com escrita impecável e cenas emocionantes, Jennifer Niven nos mostra que somos únicos e amados, que não devemos julgar pela aparência, e nos ensina a nos aceitarmos exatamente como somos. 

Juntando os pedaços, de Jennifer Niven - Editora Seguinte

Para comprar: Saraiva | Cultura | Submarino