3 livros infantis recebidos: cortesia da Editora Projeto

Livros infantis

Recebi hoje, cortesia da Editora Projeto, três livros infantis maravilhosos, daqueles que enchem os olhos de crianças e adultos. Os livros são lindos, o projeto gráfico é excelente! Uma ótima pedida para pais e filhos divertirem-se juntos.  Abaixo deixarei a sinopse de cada livro, retirada do catálogo da editora. Aproveito para recomendar uma visitinha ao site da Projeto, AQUI, para dar uma conferida nas maravilhas que há por lá. Além de inúmeros títulos para o público infanto-juvenil, que vão desde poesia e textos narrativos, até peças teatrais, a editora ainda conta com publicações para pais e professores. Em breve teremos as resenhas destes três livros por aqui. Aguardem!

Livros infantisA lua dentro do coco
Autor: Sérgio Capparelli
Ilustrador: Guazelli
Um macaquinho quer pegar a lua. Esta seria uma história ouvida na infância do autor em Minas Gerais ou seria uma lenda que Capparelli ouviu contar em sua passagem pela China? Sem se importar muito com a resposta para essa pergunta, o autor nos apresenta A lua dentro do coco através de uma narrativa em versos. Guazzelli cria ilustrações ao mesmo tempo delicadas e fortes, enquanto Márcio Koprowski harmoniza o todo, trazendo movimentos divertidos e novos sentidos às páginas do livro.

Lua, ó lua, lua, cadê você?
Lua, lua, cadê, cadê?
Sem o luar ao fim do dia,
A noite, o que ela faria
Tão sozinha, tão casmurra,
No seu mundo de amargura?

Livros infantisMonstrotaro
Autora e ilustradora: Janaína Tokitaka
A partir de uma lenda japonesa – Momotaro ou O menino pêssego –, surge uma nova versão, muito divertida, para a história do casal de velhinhos que não tinha filhos. A narrativa é contada em versos e também através dos detalhes das ilustrações vibrantes feitas em nanquim, tinta acrílica e colagem.



Era uma vez um casal de velhinhos
Que não eram avô e avó
Nem pai e mãe ou mesmo sobrinhos
Vivendo assim muito sós.


Livros infantisO boto do arroto
Autor: Celso Gutfreind
Ilustrador: Guazelli
O personagem desta divertida história tem um problema: só sabe arrotar… Contada em versos, a narrativa do pequeno boto (ou é um garoto?) começa com uma brincadeira, vira uma grande preocupação e termina em… poesia!

Era uma vez um bicho bonito e maroto.
Não era palito, mas não era gordo: no ponto.
Era bem comprido, mas era garoto



Livros infantis