Pergunte ao poetinha... pergunte a Vinicius de Moraes


"Mas, afinal, o querem as mulheres? Pergunte aos poetas." Palavras de Sigmund Freud. Não sei até que ponto essa afirmação é verdadeira na prática, mas convenhamos, não há nada que descreva melhor e toque mais profundamente a alma de uma mulher do que um belo poema. E disso, o poetinha entendia! Seus poemas elevavam a mulher a um status de deusas, mexendo com o imaginário feminino, mostrando a musa como uma mulher desejada, admirada, para falar o mínimo.Vinicius de Moraes deixou-nos, entre canções e livros, uma obra vasta. Recomendo aos iniciantes a sua Antologia Poética, por tratar-se de um livro que dá uma visão geral de todo o seu trabalho. 


Abaixo, deixo alguns de meus poemas preferidos:

Soneto do corifeu


A mulher que passa 
Meu Deus, eu quero a mulher que passa.
Seu dorso frio é um campo de lírios
Tem sete cores nos seus cabelos
Sete esperanças na boca fresca!

Oh! como és linda, mulher que passas
Que me sacias e suplicias
Dentro das noites, dentro dos dias!

Teus sentimentos são poesia
Teus sofrimentos, melancolia.
Teus pelos leves são relva boa
Fresca e macia.
Teus belos braços são cisnes mansos
Longe das vozes da ventania.

Meu Deus, eu quero a mulher que passa!

Como te adoro, mulher que passas
Que vens e passas, que me sacias
Dentro das noites, dentro dos dias!
Por que me faltas, se te procuro?
Por que me odeias quando te juro
Que te perdia se me encontravas
E me encontrava se te perdias?

Por que não voltas, mulher que passas?
Por que não enches a minha vida?
Por que não voltas, mulher querida
Sempre perdida, nunca encontrada?
Por que não voltas à minha vida?
Para o que sofro não ser desgraça?

Meu Deus, eu quero a mulher que passa!
Eu quero-a agora, sem mais demora
A minha amada mulher que passa!

No santo nome do teu martírio
Do teu martírio que nunca cessa
Meu Deus, eu quero, quero depressa
A minha amada mulher que passa!

Que fica e passa, que pacifica
Que é tanto pura como devassa
Que boia leve como a cortiça
E tem raízes como a fumaça.

Soneto da separação

 Soneto da fidelidade

26 comentários:

  1. OIiie

    Eita que eu amo demais o Vinicius de Moraes, parece que ele lia a nossa alma para escrever. Elas valem para toda a vida. Adorei o post, parabéns!

    Beijos


    Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ele tinha mesmo o dom de ler a nossa alma, Estefânia. Também gosto muito. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  2. Gosto muito de alguns poemas do Vinicius, mas sinto um certo machismo em alguns versos. Não nestes que você selecionou, inclusive o primeiro eu nunca tinha lido e achei incrivel. O post está lindo, as fotos ficaram ótimas!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo, Ivi. Mas acho que tudo deve ser contextualizado. Vinicius viveu em uma época em que as mulheres, ao menos no Brasil, recém começavam a questionar a sociedade machista. Os homens ainda não pensavam sobre isso (muito menos aceitavam). Talvez ele nem percebesse o próprio machismo. De qualquer forma, seus poemas são muito bonitos.
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  3. Oiii, tudo bem.

    Que lindo... maravilhoso começar a segunda - feira com lindos poemas. Vinicius de Moraes é um mestre mesmo, tem o dom da escrita. De escrever textos encantadores e que nos tocam de várias maneiras. Post lindo, adorei.

    beijos
    http://livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Ana! Realmente, não há forma melhor de começar a semana. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  4. Olá Tati,
    A Mulher que Passa é um dos meus poemas favoritos, acho que foi tão lindamente escrito que gostaria de deixar gravado na parede do meu quarto.
    Adorei seu post, amo o Vinicius ♥
    Beijos
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse poema é lindo mesmo, Bruna. Gostei da ideia de deixar gravado. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  5. Oiiie
    Sonetos são sempre lindos né? Muito bom ler esses poemas tão legais e inspiradores, adorei você ter trago para cá, principalmente o primeiro haha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, também gosto muito de sonetos! Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  6. Olá, Tatiana.
    Eu não sou muito fã de poemas, sonetos, poesias, essas coisas, mas achei lindos os que você selecionou para a postagem. Acho que os poetas são os que mais entendem a alma de uma mulher sim. Tem uns que parecem descrever exatamente o que sentimos hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Sil, a poesia requer muita sensibilidade, e para entender a alma feminina também. por isso os poetas levam vantagem. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  7. A verdade é que poemas, por mais belos que sejam, não costumam me tocar... simplesmente não consigo me entender com o gênero. Mas o Soneto da Separação e o Soneto da Fidelidade são exceções, não consigo me manter indiferente a eles.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São muito bonitos mesmo, Ju. Por isso os escolhi. ;)
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  8. Ola! Ah Vinícius de Moraes, sabia escrever versos maravilhosamente lindos! O Soneto da Fidelidade, nossa, é lindo demais! Lembro que tinha m livro antigo dele, e esse soneto eu lia todos os dias! beijos!

    http://livrosepergaminhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já li esse soneto tantas vezes que até sei de cor, Suzana. haha
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  9. Olá, acho maravilhoso tudo o que o Vinicius de Moraes escreve, ele tem o dom de tocar no coração das pessoas. Lindos versos que você separou!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele escrevia com alma, por isso os seus versos nos tocam tanto. Obrigada pelo comentário, Kétrin!

      Excluir
  10. Li pouco do Vinicius de Moraes, mas ainda quero conhecer mais poesias dele. Eu adoro! < 3
    Adoreis os versos citados <3
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, tenho certeza de que vai gostar! Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  11. Oi, li muito pouco. E o que li foi mais na época de escola, onde a gente tinha que ler para fazer provas ou trabalho. Tenho interesse em me aprofundar nesse gênero, mas nunca sei por onde começo.

    Beijos,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que Vinícius seja um bom começo. Acho que Mario Quintana também é bom para que está começando. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  12. Olá!

    Gosto muito de Vinicius de Moraes, desde criança eu via os livros dele na estante da minha mãe e acabei pegando grande curiosidade..

    Abraços, Heitor Botti
    shakedepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Heitor, o meu gosto pelos poemas de Vinícius também vem da infância. :)
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  13. Olá! ^^
    Lia alguns poemas do Vinicius e eles são lindos, pretendo ler mais livros do autor para que possa me encantar a cada dia mais com a sua escrita assim como acredito que aconteceu com você! <3

    Beijinhos e até logo! ;)
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu sempre me encanto com os poemas de Vinicius, são lindos!
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir