Suspeito que somos feitos de música



Sempre desconfiei de que nossas almas são compostas por notas musicais. Alguns de nós ecoam, pela vida, como a mais suave das músicas; outros produzem um som exuberante, forte, pesado; há, ainda, os rebeldes e seus acordes dissonantes e barulhentos, enfim, as possibilidades são infinitas, como são infinitas as combinações possíveis entre as notas musicais. Cada um de nós é uma música única, sem plágios, sem nenhuma chance de cópia. Basta que paremos, que sejamos capazes de escutar o nosso próprio silêncio, porque é dele que surgirá, em um momento de pura beleza e magia poética, a nossa música interior, a música que somos, a combinação de notas da qual somos compostos.



Talvez essas notas sejam determinantes para o nosso gosto musical. Ao ouvirmos uma música especial, todos os átomos do nosso corpo vibram em perfeito equilíbrio entre alma e melodia. Os átomos dançam. Então, dançamos, ainda que estejamos parados, ainda que estejamos aparentemente imóveis. Daí vem o gosto pela dança. É desse modo que a alma se realiza, pois se identifica com as notas da melodia e se expressa através do corpo. Pelos movimentos corporais, a alma torna-se mais visível, mais concreta, mais perceptível.

Há, no entanto, um momento em que encontramos uma outra alma cujas notas possuem uma afinidade estranha com as nossas. Quando os olhos se encontram, as notas vibram. Quando as notas vibram, as almas cantam e, muitas vezes, dançam, causando uma profunda sensação de plenitude, porque já não há mais a angústia da descontinuidade, não há falta, somente a totalidade do ser. Mas é claro que um momento tao perfeito não durará para sempre. Precisamos seguir os nossos caminhos. Almas habitam corpos que vivem em um mundo concreto, que sempre nos puxará para a incompletude.



14 comentários:

  1. A música e a alma são intimamente conectadas, também sempre tive essa sensação. Talvez pq eu ame música como amo escrever e cantar. A música consegue inspirar qualquer pessoa, em qualquer área, é tudo na vida.
    Adorei seu texto, até me inspirou.
    Beijão, Mari

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que inspirou você, Mari! Música é tudo mesmo. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  2. Excelente texto, gosto muito de músicas e acredito que quando achamos a música perfeita parece conectar com a gente.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há músicas que nos conectam com algo muito maior do que nós mesmos. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  3. Ola..
    Que texto inspirador..
    A música está a nossa vilta a todo momento e com certeza ela faz parte da nossa essência..
    Adorei..
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Suzi, a música está muito mais presente em nossas vidas do que podemos perceber em nível consciente. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  4. Amei esse texto, até achei que fosse um livro pelo título, e também "suspeito que somos feitos de música".
    Sabe o que é mais belo na poesia?
    É que ela se molda para cada pessoa e de acordo com cada situação. Suas palavras têm poder de tocar o coração de qualquer pessoa.

    Beijos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata por suas palavras tão gentis. Concordo com sua visão da poesia, e acho que por isso ela é tao poderosa. Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  5. Nossa que texto belo para se começar o dia, bem reflexivo e profundo.
    Eu acho que a música sempre funcionou para mim como uma espécie de carregador, às vezes estou desanimada e ela me enche com alegria, com saudade , amor e sentimentos diversos, podemos dizer que a música é a bateria da alma. Posso viver sem ela, mas não seria a mesma sem.
    Parabéns pelo post, um dos mais lindos que visitei hoje em sua simplicidade conseguiu tocar profundamente.
    Beijos.

    Giuliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bateria da alma, gostei muito disso! <3
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  6. Oie!
    Gostei dessa forma de pensar sobre a nossa alma, pois tem tudo a ver. É interessante quando identificamos com uma música, uma melodia, de tal forma que é como ela fizesse parte da gente. E aquelas músicas que marcam profundamente algum momento da nossa vida? Essas sim, fazendo parte de nós.
    Gostei muito do texto.
    bjs!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, Carla! Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  7. Oi, tudo bem?
    Adorei o texto. Acredito realmente que a música faça parte da gente, afinal como alguém pode viver sem isso?
    Sempre tem aquelas músicas que nos identificamos mais e que vamos levar para vida toda, seja num momento especial, como uma pessoa amada, lendo um livro, dançando. A música faz sim parte da gente, é algo que deve sempre estar presente.

    Beijos
    Leitora Sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. E quando voltamos a ouvir certas músicas, parece que voltamos no tempo. Obrigada pelo comentário!

      Excluir